GOVERNO PORTUGUÊS AINDA NÃO PAGOU OS SEUS EX-MILITARES COLONIAIS EM MOÇAMBIQUE

Passam mais de 10 anos que o Governo Português não se manifesta

Por Azaria Macaza 13/02/2018 - 06:00 hs
Foto: Redação
GOVERNO PORTUGUÊS AINDA NÃO PAGOU OS SEUS EX-MILITARES COLONIAIS EM MOÇAMBIQUE
Simulação - Tempo colonial em Moçambique

O governo português não manifesta a esperança de pagar os complementos aos Ex-militares coloniais Moçanbicanos, prometidos há 13 anos, segundo historiam os signitarios: INÁCIO JOÃO FERRO, JOÃO CHICO NOBRE,  MANUEL MUSSATE CANDEIRO e PAULO JONH CARDOSO Oriundo do Estado de  Sofala Centrio de Moçambique.

 

" Estamos desesperado pelas atitudes tomadas pelo governo português que promete o que não faz"  lamentaram.

 

De acordo com as fontes, a promessa da sua excelência Ministro da Defesas Nacional Português AGUIAR BRANCO ,aquando da sua visita de trabalho a Moçambique em 06 de julho de 2012.

 

O Ministro assegurou a "nossa esperança ao proferimentos e confirmação da recepção em portugal de 15 mil requerimentos relativos aos pedidos de pensões dos ex-Militares Coloniais cujos documentos estavam a posse da comissão em serviço a submeter a avaliação de caso a caso da situação de cada ex-Militar Colonial Moçambicano cuja explanação mereceu a atenção de todos", disse a fonto, acrescentando ainda que pela morosidade ocorrida com as aludidas avaliações constando atè cá 5 anos a processar a conferência de dados comprovativos da situação de cada ex-Militar Colonial Moçambicano.

 

Tais alegações recorda-nos das passadas promessas do senhor ex-ministro da Defesa Nacional portuguesa PAULO PORTAS .

 

Ele garantiu com espirito da firmeza dizendo: Portugal vai pagar complementos até outubro de 2004, o ano que passam 30 de 25 Abril indicando o valor medio de 155 Euros a auferir a cada ex-Militar Colonial Moçambicano por ano dos 30, isto e ditando a 10 de agosto de 2004, a Agosto de 2017, confere-se 13 nada deu certo.